Transação cancelada - Veja os possíveis motivos para isso ter acontecido 

Antes de entender os motivos do cancelamento, é importante saber como funcionam os pagamentos online e qual é o papel de cada agente em uma transação.

Funciona assim: quando o comprador escolhe os produtos que deseja adquirir e insere os dados do seu cartão de crédito, essas informações são direcionadas para a Wirecard/Moip, responsável por processar o pagamento.

A Wirecard/Moip transfere os dados para o responsável pela comunicação com a bandeira do cartão, que, por sua vez, entra em contato com o banco para saber se há limite disponível para a transação. Quando há limite suficiente para a compra, ela é liberada pelo adquirente, no entanto, essa transação ainda passa por outra etapa.

Trata-se da análise de risco feita pela Wirecard/Moip. Neste processo, as informações relacionadas ao cartão de crédito passam, primeiro, por um sistema de segurança automático, que avalia todas as informações que o comprador preencheu no site. Quando esses dados são considerados saudáveis pelo sistema, isto é, não oferecem risco de acordo com as regras do mercado, a transação é autorizada automaticamente.

Porém, quando o sistema identifica que os dados são suspeitos, o que pode ocorrer por diversos motivos, a transação pode ser cancelada automaticamente ― quando as informações são totalmente desconexas ― ou seguir para a análise manual, realizada pela equipe de especialistas da Wirecard/Moip.

Na análise de risco manual são realizadas diversas pesquisas mais detalhadas e a equipe pode, inclusive, entrar em contato com o titular do cartão para realizar a confirmação de vários dados. Se mesmo com a ligação não houver as confirmações de acordo com os registros da operadora do cartão e em outros canais de busca, a transação pode ser cancelada.

Quais são os motivos para o cancelamento de transação

Agora que você já sabe como funcionam os pagamentos online, fica mais fácil compreender os motivos do cancelamento de uma transação. De forma geral, podemos dividi-los em dois tipos. Veja:

1) Transação cancelada pela operadora do cartão:

Uma possibilidade é que a transação seja cancelada diretamente pela operadora do cartão de crédito, sem nem mesmo passar pela análise da Wirecard. Os motivos para esse tipo de cancelamento são diversos e, neste caso, é necessário entrar em contato com a operadora do cartão para entender o que causou a não aprovação da compra.

Um motivo comum, por exemplo, é o preenchimento dos dados de forma incorreta. Por isso, vale conferir se o nome do titular, o número do cartão, a data de expiração e o CVV (Card Verification Value) foram cadastrados corretamente no momento da compra, a fim de evitar transtornos e a demora na aprovação.

Outra possibilidade é a de que os dados informados sejam de um cartão de débito ou de alimentação ou, ainda, de que o cartão de crédito utilizado não esteja habilitado para a realização de compras pela internet. Neste último caso, é necessário entrar em contato com a operadora do cartão para solicitar o desbloqueio desse serviço.

Também há casos em que o banco emissor do cartão de crédito não aprova a compra considerando que o valor dela não condiz com os hábitos de compra do cliente. Isso pode ocorrer até mesmo quando há saldo disponível para adquirir o produto ou serviço desejado. Nesta situação, o comprador deve entrar em contato com o banco ou instituição que emitiu o cartão, autorizando a compra.

Por último, a falta de limite disponível no cartão de crédito é outro motivo para a solicitação de cancelamento.

2) Transação cancelada pela análise manual da Wirecard/Moip:

Todas as transações realizadas pela Wirecard/Moip, sem exceção, passam por uma análise automática, realizada por meio do cruzamento de dados. Como falamos, quando está tudo certo, a transação é aprovada. Mas quando há alguma suspeita de fraude, o nosso time especializado faz uma análise manual do caso.

E é nessa análise feita pela Wirecard/Moip que a transação pode ser cancelada. Não há como saber se ele é uma fraude ou não. O processo deveria ser simples compra, paga e recebe. Porém, nós sabemos muito bem que há pessoas especializadas em fraudar cartões de crédito.

Por isso, quando os especialistas da Wirecard/Moip entram em contato com o titular do cartão ou buscam outras fontes de informação e mesmo assim os dados não batem, eles cancelam a transação. O objetivo é garantir a segurança da transação e também a do titular do cartão, que, por vezes, é uma vítima da fraude também.

Assim, quando o motivo do cancelamento é a inconsistência dos dados identificada na análise manual, a nossa orientação é de que o cliente refaça o pedido com bastante atenção aos dados preenchidos, informando, inclusive, o melhor número de telefone para que o Wirecard/Moip entrar em contato se for necessário.

Por que o Wirecard/Moip faz o cancelamento da transação quando há suspeita de fraude

Vale lembrar que nós e a Wirecard/Moip, não gostamos de cancelar transações, porém, é preciso destacar a necessidade de evitar as fraudes. De acordo com uma divulgada pela CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas) e pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), 46% dos brasileiros já foram vítimas de golpes financeiros na internet. Conheça as fraudes mais comuns: 

  • Fraudes por dispositivo mobile: ocorrem quando um criminoso rouba um smartphone, tablet ou outro dispositivo eletrônico e utiliza os dados pessoais e bancários disponíveis no aparelho para fazer compras em nome da vítima;
  • Fraudes por ataques cibernéticos: ocorrem quando um hacker acessa os dados bancários de consumidores online e utiliza as informações para fazer compras, modificando os dados de entrega para receber os produtos;
  • Fraudes por estelionato virtual: ocorrem quando uma pessoa obtém os dados bancários de uma pessoa de forma criminosa, fazendo compras online em nome dela, mas com outro endereço de entrega.
  • Autofraude: situação que ocorre quando o próprio titular do cartão faz uma compra, mas age de má-fé solicitando o estorno mesmo recebendo o produto ou alegando que o produto tem defeito e ela solicita o chargeback. No Brasil a média de chargebacks relacionados às fraudes é 6 vezes maior que a média mundial.
  • Outra possibilidade ocorre quando uma pessoa próxima ao titular do cartão utiliza os dados dele para fazer uma compra sem avisá-lo.

Alguns motivos que levam um pedido a ser negado por suspeita de fraude:

  • Endereço de cobrança - O endereço de cobrança deve corresponder ao endereço da fatura do cartão. Quando o mesmo é diferente, o nível de suspeita de fraude aumenta, pois o sistema de fraude pode entender que é outra pessoa que está realizando a compra.
  • Dados diferentes do titular do cartão - Nome, CPF, Endereço de destino é diferente do titular do cartão, isso pode influenciar na prevenção de fraude.
  • Compra inconsistente com o perfil do comprador - Empresas de cartões estão sempre analisando o perfil de compra de seus clientes. E este é um dos fatores de risco de uma transação. Isto é, quando um cliente tenta comprar algo que não condiz com seu perfil de compra.
  • Valor da compra - Valor não condiz com o perfil de despesas do comprador de forma geral ou naquela categoria.

Portanto, no caso de sua compra ser cancelada, revise os seus dados cadastrais na loja, dados do cartão, endereço, telefone e etc e caso tudo esteja correto, mas a sua compra seja cancelada, tente fazer uma nova compra ou utilize outro cartão.